domingo, 26 de abril de 2020

Temporada 2002

Em 2002, o Sergipe iniciava a temporada juntando os cacos do rebaixamento para a Série C do Campeonato Brasileiro no ano anterior. Elenílson Santos, ex-jogador e técnico na campanha do rebaixamento, acabou sendo demitido e o treinador José Angelo foi contratado para seu lugar. Jogadores como o goleiro Aloísio, os meias Jefferson, Télio, Junior Maranhão e o atacante Ailton permaneceram na equipe. A temporada não trás boas lembranças para o torcedor colorado, visto que nas quatro competições  disputadas, a equipe rubra não conseguiu boas campanhas. Na Copa do Brasil, o time empolgou, quando empatou com o Vasco no Batistão por 1 x 1 (gol do saudoso meia Nilson Sergipano, que infelizmente faleceu no dia 14/04), e vendeu caro a classificação em São Januário, quando perdeu por 2 x 1 de virada. Na Copa do Nordeste, fez uma péssima campanha ficando à frente apenas do arquirrival Confiança, que foi o lanterna da competição. No Campeonato Sergipano, decepcionou a torcida rubra e amargou a 6ª colocação e viu o arquirrival levantar o troféu.
Para fechar a temporada, na Série C o Sergipe caiu no grupo 6 junto com o Confiança, CSA e Corinthians-AL e acabou a competição na lanterna do grupo e na 53ª colocação geral. Os uniformes foram mais uma vez produzidos pela Onza, e traziam um desenho simples, mas charmoso com o conjunto titular com a camisa vermelha, com a gola em "V" com detalhes em branco e o nome "SERGIPE" gravado, calções brancos com detalhes vermelhos nas laterais e meiões vermelhos. Já o conjunto reserva era o inverso do titular, com a camisa branca e detalhes em vermelho, calções vermelhos com detalhes brancos e meiões brancos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Temporada 1997

A Temporada 1997 seria a consagração para o Sergipe, que já tinha conquistado o inédito Hexacampeonato (recorde de títulos consecutivos em ...